Eu e minha sogra. (Relato Verídico)



Eu e minha sogra. (Relato Verídico)

O relato que passo a narrar aconteceu realmente e inesperadamente comigo, como se segue.
Tenho 49 anos, já fui casado e me divorciei, e mais tarde tornei a me casar.
Minha atual esposa é 14 anos mais nova que eu e minha sogra apenas 5 anos mais velha. Logo a diferença de idade entre eu e minha sogra é menor do que entre eu e minha esposa.
Nossa casa foi construída no terreno da família da minha esposa, minha cunhada mais nova construiu em cima da minha, minha cunhada mais velha construiu ao lado, a tia da minha sogra, tia-avó da minha esposa, construiu em cima da sobrinha-neta mais velha, meus sogros já haviam construído a deles em cima da casa dos pais dela. Assim formamos um pequeno condomínio familiar.
Faz-se saber que todas as refeições, das três filhas e seus respectivos maridos são feitas na casa da minha sogra que, embora também trabalhe fora, tem o horário mais flexível que os das filhas e genros. Por isso nós genros temos livre acesso à casa dos meus sogros para nossas refeições diárias.
Nós, genros e filhas, temos nossos horários bem regulares. Mas nesse dia eu não fui trabalhar na parte da manhã, acordando bem mais tarde. Tomei um banho e fui tomar meu café, só de short desses que já tem uma cueca costurada.
Pela hora achei que não teria mais ninguém em casa. Qual foi minha surpresa! Ao subir a escada comecei a ouvir sons estranhos na casa, e fui entrando meio que em silêncio.
Quando cheguei à porta da sala que dava para sala de estar, onde fica o computador, tive uma bela surpresa: Minha sogra estava nua em pêlo, na internet, se masturbando enquanto falava com alguém do outro lado pelo headfone, no extinto MSN. Fiquei um tempo só admirando o lindo corpo da minha sogra, e seu tesão virtual. Mas não resisti ficar quieto por muito tempo, e entrei como se tivesse chegado naquela hora. Ela levou um enorme susto quando me viu entrar e ficou muito constrangida e envergonhada. Mas logo reparou o volume no meu short, denunciando minha excitação com tudo aquilo.
Entrei, e como já havia trancado a porta com a chave, falei: – Sogrinha que corpo lindo a senhora tem! Maravilhosa! E esse cheiro do seu sexo está me enchendo de tesão! E fui chegando bem perto dela, e falei: – Não se preocupe, sei bem o que é sexo virtual, e prometo não contar nadinha para ninguém, muito menos pro meu sogro! Mas bem que poderíamos aproveitar essa oportunidade. Falei isso massageando o meu pau duro, por cima do short. Ela ficou olhando os movimentos da minha mão e vendo meu pau duro. Sem dar nenhuma palavra, colou as duas mãos por dentro do short e foi baixando decididamente. O elástico do short descendo deu uma natural estilingada no meu pau, e quando ele ficou apontado em sua direção, sem usar as mãos, que ainda tiravam meu short, ela abocanhou delicada e calmamente meu pau. Eu nem acreditei naquilo! Mas era real! Minha sogra maravilhosamente nua, abocanhando meu pau. E me chupou deliciosamente só com a boca e os movimentos de pescoço, lábios, línguas, dentes, maxilar… Sem usar as mãos! Sugando, chupando, beijando, lambendo, mamando, mordendo, mordiscando… Deixei que ela mamasse por alguns minutos, pois além de estar muito gostoso, queria curtir aquele momento único e nunca sequer imaginado.
Depois a levantei, puxando-a pelos braços e nos abraçamos num beijo bem caloroso e voluptuoso! Com as nossas mãos explorando nossos corpos nus, um do outro. Detive-me naquela bunda enorme, macia, mas bem resistente e empinada, cinturinha fina e seios pequenos, e bem consistentes, apesar de já terem amamentado três belas meninas.
Daí, passei a beijar e chupar suas orelhas, pescoço, seios… Levantei-a no colo e girando, deitei-a na mesa da copa, mantendo as suas pernas bem abertas, proporcionando uma bela visão da sua boceta, que exalava um cheiro delicioso do seu tesão, pois estava toda melada, de escorrer perna abaixo. Comecei a passar a língua bem suavemente rodeando a vagina. Primeiro na virilha, nos pelos, chegando de vagar nos grandes lábios, e caminhando lenta e suavemente para o interior… Finalmente chegando ao clitóris e na boceta. Meti a língua e ela soltou um gemido de tesão, e se contorceu. Passei a chupar cada vez com mais tesão e voracidade… Até que, alguns minutos depois ela gozou na minha boca. Continuei chupando até perceber que ela havia terminado de gozar, então comecei a lamber meter a língua no cuzinho dela. Quando sentiu minha língua tocar seu cu ela soltou outro gemido e exclamou: – Assim é maldade de mais! Isso é tortura! Eu chupei aquele cuzinho gulosamente, e fui introduzindo primeiro um dedo com bastante saliva… Depois dois dedos… E ela se contorcendo, gemendo e me xingando de safado, puto, tarado… Até que soltou um grito: – Mete logo esse pau no meu cuzinho, meu genrinho tarado!
Não esperei segunda ordem, apontei a cabeça e fui forçando lenta, mas continuamente, até entrar todinho! Parei um pouco, para dar tempo pro cuzinho se adequar ao meu pau, e enquanto isso, eu mamei seus deliciosos peitinhos e beijei de língua sua boca. Ela parecia querer sugar o seu próprio gozo da minha boca e rosto, num beijo de língua no rosto todo, queixo… Mordendo e sugando feito uma tarada… Iniciei então, um vai e vem lento e curto, continuando com o beijo que estava maravilhoso! Fui intensificando o vai e vem aumentando o percurso das estocadas. Isso fez ela se descontrolar… Passou a gritar urrar e me agarrar e arranhar as costas e bunda… Deu-me tapas na bunda e meteu o dedo no meu cuzinho. Aquilo foi me dando muito tesão e vontade de gozar. Como eu queria desfrutar ao máximo aqueles momentos, comecei a retardar ao máximo o meu gozo. Comecei então a tirar o pau e meter o dedo no cu dela, alisar o cu com os dedos, sugar a boceta e o grelo dela, bater com a piroca dura na boceta, chupar os peitinhos… E voltei a meter, mas resvalou e entrou na boceta. Ela soltou outro gemido de tesão, aí então eu passei a dar uma estocada na boceta e uma no cu alternadamente… Às vezes tirava e ficava admirando o cu dela dilatado no diâmetro do meu pau… Cuspia do alto no buraco e voltava a meter… Ela implorou: – Fode meu cu que eu vou gozar… Não me contive e atendi ao pedido… Fodendo aquele cuzinho delicioso da minha sogrinha. E logo percebi que ela estava gozando novamente. Eu não consegui mais retardar meu gozo e gozei enquanto ela ainda gozava. Quando ameacei tirar ela pediu pra colocar na boquinha que ela ia deixar meu pau limpinho. Nem acreditei, mas não discuti. Tratei logo de tirar o pau do cuzinho dela, que saiu ainda duro e todo melado… E ela ajoelhou começou a mamar como se fosse um sorvete. Saboreando seus próprios gostos que restavam no meu pau. Com aquela boca maravilhosa me chupando, meu pau nem bem amoleceu e já tava durão novamente… Isso a fez ficar surpresa, e me mandou sentar no sofá e sentou na minha piroca de frente pra mim, e ficou rebolando, girando o quadril, e cavalgando… Eu segurava aquele bundão delicioso sem restringir seus movimentos, e ela demonstrava estar se aproveitando do momento. Não demorou e gozou outra vez cavalgando no meu pau. Como eu havia gozado há pouco, não iria gozar de novo tão cedo. Então decidi comê-la em todas as posições possíveis, e em todos os locais da casa… Levei-a pra pia da cozinha, pro tanque e pra máquina de lavar, e coloquei a máquina pra bater e centrifugar… Não demorou e gozamos juntinhos novamente. Abraçamo-nos e nos beijamos, e tomamos um banho juntos, com um ensaboando o outro. Ligamos para os nossos trabalhos e avisamos que não iríamos trabalhar, e ficamos transando o dia todo. Quando meu pau já estava dolorido de tanto foder e não endurecia mais, ficamos abraçadinhos, nos beijando e nos acariciando. Ainda dei outra mamada na bocetinha e no cu dela e ela tornou a gozar na minha boca. Depois desse dia, passamos a nos ver num motel discreto perto do trabalho dela, semana sim outra não, e meu sogro e minha esposa nem imaginam o que eu a minha sogrinha fazemos.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario fulano

fulano Comentou em 21/10/2017

Delícia de conto só faltou as fotos

foto perfil usuario apeduardo

apeduardo Comentou em 26/01/2016

adoro contos de incesto, e a sogrinha,sempre tem um gas a mais para o genro

foto perfil usuario Soninha88

Soninha88 Comentou em 20/01/2016

conto muito bom, super excitante...adorei e votei...




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


42373 - Minha esposa Vascaína - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11
42374 - Esposa vascaína Parte II - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
42378 - Passeio de JetSky - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 8
42383 - Suruba no busão na volta da praia - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 9
42405 - Eu e minha Irmã - Categoria: Incesto - Votos: 18
43641 - Minha esposa voltando do serão - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11
77552 - Realizando o desejo da esposa - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 19
81864 - Trem lotado hoje de manhã - Categoria: Masturbação - Votos: 7
106613 - Minha esposa e o Genro (Relato Real) - Categoria: Incesto - Votos: 33
107027 - Transando na subida do cemitério - Categoria: Traição/Corno - Votos: 2
107732 - Uma visita à casa da ex-esposa! (Caso real, relato verídico e recente) - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
115428 - Secretária com problemas no casamento - Categoria: Traição/Corno - Votos: 15
115707 - Acompanhando a minha esposa no Ginecologista dela de infância - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
117425 - Amante Exibicionista - Categoria: Exibicionismo - Votos: 5
138741 - Minha Irmã adora Anal - Categoria: Incesto - Votos: 17

Ficha do conto

Foto Perfil kasado64rj
kasado64rj

Nome do conto:
Eu e minha sogra. (Relato Verídico)

Codigo do conto:
77635

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
19/01/2016

Quant.de Votos:
16

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


contos com mãe.de.namoradaconto erotico gay pai também não resistiu ao filho safadinhoSexo a tres com gostosascontos eroticos comi meu vizinho novinhoContos eróticos gay incesto a trêsHistórias reais de incestos com mulheres gordinhas com idade 45anos ou mais e com fotos peladassedutoras e marrentas parte 4 contos eroticosContos de casadas com tio coroaconto erotico chupando pica no cinema em SalvadorContos eróticos gay Comido pelo Amigo do meu paicontos de madrasta gordinhaporno em quadrinho simpsonconto de desmaiei com a pica do meu avô no meu cuContos de mulheres casadas abraçada com o marido levando no cuzinho no onibus lotado fudendo minha sogra hentaicontos e fotos sexo com vovô no pomarflagrei minha irma novinha dando a buceta no matinho contoscontos dupla penetraçãoconto erotico senhorioQuadrinhos eroticos ay papiultimos contos sado professora submissa 29contos erótico glauciacontos dopou irmã fuder guadrinhoadvogada gravida contos eroticosgay onibus calça de moleton contos eroticisporno incesto as lembracas da minha irmacontos eroticos barbeiro cortando cabelo de mulherconto eroticos amiga vAdiaver contos eróticos transei com minha sogra taradaporno contos negao da mandiocanegao roludoMeus tios fodia minha mãe. Conto erotico heterosexual.contos eroticos provocando o meu paiquadrinhoxxxcontos eroticos cagando na calcinhasogro barrigundo me comeu contosNovinha com casado contospornô grátis só contos eróticos sogra cozinhaporno gay quadrinho mozto rufrancinecross crossdresscoroas metendo no forum eróticosconticos erodicos de incestos gaysultimos contos sadoconto pau entrou apertado esposaconto amiga da filhaquadradinho eróticocontos eroticos gay de novinho sentei no pau grande e judiei delecontos erótico na adolescência meus primo rasgaram meu cu de tanto mefudercontos pornos mamae carenteLimpando xoxota contos tutorcontos gay depositoConto erotico gay garoto novo deu a bunda e virou mulherConto erotico enteadaPapai fudeu meu cuzinho virgem sem do conto hentaifomos ao cine pornocontoeroticoburrocontos excitantes de mulheres loiras gauchas novas lindas casadas bucetudas que gostam de trairem seus maridos com negros do pau grande.contos eroticos do meu filho dotado me comendoconto porno bababanda desenhado pornoconto erotico bandidosMinha mãe de bucera reganhadanovinha brasileira deu cuzinho apedadiho"contos eroticos" filha despidaconto vizinho coroacontos eroticos gay saunaconto erotico 2 garotinhagozou sem querer na buceta da casada contomae e filha iniciada na zoofiliaContos eroticos com fotos de podolatria tentando encostar nos pes da primacontos de incestos no escuroconto de sexo pela manhãConto eroticos papaku rodizio de rolaMinha mulher rabuda adora roçar nos machos de micro vestidinhocontos eroticos chorei no cacete dele 1contos erotico dopei minha sogra e a depilei[email protected]Conto homem de pica motruosa fuder dona de casa rabuda no tremcontos negro gosando na minha esposaconto erotico estuprando a amante da mulher violenciatruyện tranh sex loan luancontos eroticos casal bi enpaladocontos eróticocontos eroticos meu marido cumeu minga amiga e enfiou a maocontos evangelicas sendo abusadas em coletivosconto eroticos cheguei em casa com o cu cheio de porrae arrombadoaninha puta de embuconto erotico fraguei minha irma dando pro seu esposoincestquadrinhocontos eroticos cunhada e sogrAcanto erotico pagando aposta com papai