O meu fim



Olá, pois é, já passou muito tempo desde a ultima vez, a verdade é que a minha vida deu uma grande volta
Não sei se já vos tinha dito, o meu marido tinha ido para Londres trabalhar, e cheguei a ir lá visita-lo… a nossa relação, como todas, teve altos e baixos, mas nos últimos anos estava no seu melhor, porem com a sua ida para Londres, apesar de o ter ido visitar e ele cá vir sempre que pode, a nossa relação foi perdendo lume por assim dizer, ele era o meu confidente, o meu cúmplice, o meu melhor amigo, é verdade que todos os dias falavámos mas não é a mesma coisa e sentia o lume a baixar mas não que falei nada. Pois, agora perguntam por é que não falei, pois não sei, nunca gostei muito de falar ao telefone, nem mesmo por skype, sou adepta do cara a cara, do contato visual, físico.
O tempo foi passando e eu sentia muito a falta dele e acima de tudo de falar com ele, fisicamente, quando vinha uns fins de semana era bom, mas as despedidas custavam muito, sempre. Eu continuava a mesma, a minha continuava a mesma e os homens continuavam o mesmo e a dar em cima, mas eu não estava nem aí para eles, toda esta situação como que me tirou a vontade, o gosto e com isso o prazer, vivia, casa trabalho, trabalho casa, dia após dia, à noite falava com o marido mas…. Escondia-lhe tudo isto, não sei o motivo, talvez não o querer magoar, preocupar, não sei
Uma amiga que já se tinha apercebido de como eu andava à algum tempo, e a partir desse dia que me desafiava para uma aventura, que o me fazia falta era um amante e cada vez que me via, e era quase todos os dias pois os nossos escritórios são na mesma rua, no final da conversa me dizia “então? Já tens alguém?” , eu já ignora, apenas lhe sorria e seguia, um dia telefonou-me e disse-me que estava á minha espera no café do costume, fui ter com ela, quando lá chego ela estava com um tipo que me apresentou, “olha este é o José, é um cliente meu”, tomamos café e falamos um pouco, basicamente de trivialidades.
Nos dias seguintes ela foi-me contando coisas acerca dele, era seu cliente, era agricultor e tinha “uma cena por mim”, uma cena?? Retorqui, “sim, acha-te muito sexy, palavras dele e que há muito tempo que te observa”, estás louca! E a conversa, naquele dia ficou por ali. Um agricultor, sem menosprezo para a classe, mas era saloio, assim para o forte, um pouco gordo, ar rude e até pouco asseado posso acrescentar, era o que me faltava.
Passaram uns dias e ela enquanto tomávamos café disse-me que ele precisava do meu trabalho, somos colegas embora ela se especialize numa área e eu noutra, assim não fazemos concorrência, e que esse trabalho seria muito bom pois daria bom dinheiro, fiquei um pouco relutante pois se aceitasse, poderia querer dizer alguma coisa, porem a crise em Portugal não nos permite escolher e acabei por aceitar o trabalho. Uns dias depois aparece-me no escritório, o seu aspecto era um pouco melhor, não devia ter ido para o campo nesse dia, apesar disso, notava-se as suas deficiências, falamos sobre o trabalho (por motivos óbvios não vou aprofundar), e trocamos números de telemóvel pois o trabalho era complicado e haveria alturas em que teríamos muitas reuniões etc.
Ao fim de uns dias, já trocava mensagens com ele, alem de falarmos muito ao telemóvel, as mensagens torna mais fácil a sedução e ele já me bombardeava com os habituais “és muito bonita” e outras do género, as mensagens mostravam quem ele era, em 5 palavras 4 tinham erros ortográficos, e quando falava era notório o mau português, enquanto isto ía acontecendo, tinha a minha amiga a dizer-me que ele lhe dizia que andava louco comigo, que eu era espectacular e que adorava estar comigo o que batia certo com as mensagens dele, isto passava-se e eu nada de contar ao meu marido.
O trabalho era difícil e envolvia varias batalhas por assim dizer bem difíceis, reuniões complicadas, cafés para nos encontrarmos antes das mesmas, e após também para acertarmos pormenores, a cumplicidade ia aumentando ao ponto de por vezes já habver uns abraços comemorativos, pois, não demorou muito, envolvi-me com ele, sempre que podíamos estávamos juntos, normalmente à tarde, na minha casa, num café numa vila ou cidade próxima afinal eramos os dois casados.
Como ele era já vos disse e posso acrescentar que ele ao pe do meu marido era a noite e o dia e 9,5 em cada 10 mulheres escolheria o meu marido, eu inclusive, mas é daquelas coisas, sexualmente era diferente, não era melhor era diferente, um pouco mais cru e se por um lado era “batido” e até bronco por outro deixava que lhe ensinasse muito que desconhecia pois a mulher era saloia também por assim dizer e fora ela quem ele apanhava era aquelas fáceis e ainda piores que a mulher, ou piores ou profissionais, prostitutas sei agora. Então o sexo era bom, pois ele por vezes tratava-me como puta mas com respeito e outras deixava-me liderar tudo isto foi-me mudando, os meus dias eram assim casa trabalho, trabalho casa e sempre que podíamos sendo por vezes dias seguidos, na minha casa, em hotéis e até no carro dele nas matas estava com ele, à noite falava com o meu marido e nada contava, nem mesmo quando ele me perguntava “então linda, ninguém dá em cima de ti?” respondia-lhe que não, que nem queria nem me interessava, que andava cansada.
O tempo foi passando e…. ganhei sentimentos por ele, fizemos muitas loucuras até que o meu marido começa a falar-me em voltar, a nossa relação piorou muito pois eu não queria que ele voltasse e durante 2 meses discutíamos via skype isso mesmo, eu arranjava todo o tipo de desculpas ele evidentemente não entendia, até que voltou, a nossa relação estava fria, não fizemos amor, já não havia, desconfio que de ambas as partes, os dias passavam-se e nada, ele não é parvo e “apertava” comigo, se tinha alguém, eu negava, como estava desempregado passava os dias em casa, por isso e por ele ter vindo já não podia estar tantas vezes com o José o que me deixava zangada com o meu marido, já discutíamos por tudo e por nada, uma vez apanhou-me um telemóvel que eu tinha escondido na mala, que era por onde falava e trocava mensagens com o José, as mensagens, felizmente que as tinha apagado, mas estavam lá os relatórios delas assim como as horas que eu falava com ele por dia, ao descobrir isto confrontou-me, disse-lhe que era um cliente, bronco que tinha “uma cena por mim” mas que era tão saloio e sujo que apenas tolerava por uma questão de ego e por ser cliente e que era ele que dava em cima de mim, o meu marido, apesar de tudo aceitou e acabou por me incentivar a estar com ele, ao que prontamente neguei “estás parvo! É um bronco!”.
Passaram uns dias e estou com uma infecção urinaria, uma que nos últimos meses me chateava e que já a tinha “curado” 2 vezes, o meu marido sabia e eu desculpava-me com os nervos, a roupa e até a alimentação, mas esta ultima era terrivel, cheirava mal, tinha comichão, era muito má, tivemos de ir ao medico saber as causas para a curar e o meu marido sai limpinho o que queria dizer que a minha infecção não tinha vindo dele, para ele era obvio até porque mal tínhamos relações e alem disso ele tinha concluido que os horários das mensagens era eu que me metia com ele e não ele comigo, a nossa relação estava péssima e eu apenas negava o que era bastante obvio.
Um dia o José aparece-me no escritório e diz-me “olha está tudo acabado, não quero mais estar contigo nem falar contigo” passei-me, foi o fim do mundo, ao final do dia fui para casa e refugiei-me no sótão, só chorava. O meu marido vem ter comigo para saber o que se passava, pus-lhe as culpas todas, que era ele o culpado, que nossa relação estava assim por causa dele, por estar desempregado, por tudo o que me lembrei, no dia seguinte, era um sábado, vem ter comigo e começamos a falar, diz-me que foi falar com o José e conta-me tudo, que ele disse que não queria saber de mim, que era casado e que só lhe interessava a família dele, que mulheres não lhe faltavam, tudo o que me mostrava que o José era mesmo reles porem eu estava apaixonada por ele e ainda me virei contra o meu marido porque não se passava nada e que não tinha nada de ir falar com ele.
Pouco depois sai de casa e demos inicio à guerra do divorcio, bens, filhos tudo na guerra, claro que mal sai de casa voltei ao José ainda estivemos juntos algumas vezes, agora era mais fácil outra vez e tanto ele como eu nos queríamos vingar da privação que o regresso do meu marido nos tinha proporcionado, até que o evidente aconteceu, ele fartou-se de mim e quer proteger o seu casamento, claro que agora é fácil eu ver isto, que le é mesmo um bronco que não presta, mas o meu casamento acabou, na terra todos sabem mas felizmente que no fudo ninguém tem a certeza pois é normal falar da vida dos outros e a maior parte é mentira, mas todos sabem.
Perguntam porque é que não volto ao meu marido, porque não sei se ele que quereria de volta, ele sabe o que lhe fiz e que não merecia, alem disso e muito mais forte é o meu orgulho, eu voltar implicaria assumir tudo, a verdade e o meu orgulho sempre me prejudicou e continua prejudicar, conto-vos tudo isto porque não me conhecem, nem vão conhecer, a minha vergonha é enorme
A minha vida continua, sei que me perdoou, ao principio não nos falavamos, mas ele mais uma vez veio falar comigo, pediu-me desculpa pelos erros que cometeu, que me perdoava tudo e que apenas queria falar comigo coisas que dissessem respeito aos filhos, o que só me faz sentir pior, o que eu tinha, a vida que tinha, a felicidade que agora vejo que perdi, apenas o meu orgulho me mantem em pé. Como é que ele me perdoou? Porque voltou-se para Jesus, para os ensinamentos Dele, descobriu Chico Xavier, não sei quem é mas acho que é brasileiro e apregoa o amor e o perdão, se ele era um homem bom, agora é um bom homem, eu…. Eu tenho o meu orgulho e a minha mágoa para carregar…
O que vos quero dizer é que vivi muitas aventuras, aqui apenas vos contei um bocadinho da felicidade que vivi, que foi bom e que tudo perdi por uma estupidez, sexo é bom, muito bom, mas trocar uma vida por 1 hora que seja de sexo, não vale a pena.
Sempre apregoei o respeito e não o tive, não o fiz, sempre apregoei a abertura, a verdade e não o fiz, e é o que vos quero dizer, não façam como eu, doi muito, respeitem o vosso parceiro, peçam-lhe ajuda se for preciso, tenham cuidado com as vossas amizades, essa minha amiga, só me prejudicou virando-me contra o meu marido, ahhh se se pudesse voltar atrás…
Para já não, mas no futuro talvez aqui venha contar as minhas aventuras, pois agora mais do que nunca sinto saudades delas, mas nunca se esqueçam do básico, se estamos casados, temos parceiro ou parceira, é preciso respeitar sempre e tudo fazer para que a relação continue e seja cada vez mais forte, beijinhos

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario anasonhadora

anasonhadora Comentou em 03/11/2016

Realmente este teu conto é um balde de gelo comparado com o fogo dos outros todos! Mas há fases mas da vida! Quando voltares a ter bons momentos, vais-lhes dar mais valor e ter mais prazer com eles! Tu e o teu ex já viveram muito e se há pessoas que se podem vir voltar a entender e amar são vocês! Sê forte e nunca percas a esperança de um futuro melhor!




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


28000 - O colega da inspeção - Categoria: Heterosexual - Votos: 12
28185 - O meu amigo Holandes - Categoria: Heterosexual - Votos: 18
28510 - O Cabo Verdiano - Categoria: Heterosexual - Votos: 11
28785 - O inicio - Categoria: Traição/Corno - Votos: 14
29210 - O Josué - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8
30198 - O Pedro - Categoria: Traição/Corno - Votos: 6
82926 - Viagem a Londres - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
83023 - O regresso - Categoria: Traição/Corno - Votos: 3
83113 - Tempos dificeis, mas proveitosos - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8
83716 - A vez do maridinho - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 12
109378 - De regresso - Categoria: Heterosexual - Votos: 3

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico ana m

Nome do conto:
O meu fim

Codigo do conto:
91328

Categoria:
Traição/Corno

Data da Publicação:
02/11/2016

Quant.de Votos:
3

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


Www.novinhamoleca.comContos eroticos meu ficanteconto erotico mae fantaziada pro filho e ganha rolagisele com cavalo zoofiliaconto erotico sentou no fuzilconto.erotico dando o.coroa do pau grossocontos eroticos mulher casada transa com velho de 60anos[email protected]vizinho nego come o viadoxvideomamando leitinho contos eroticosvidio porno xvidio de menina de chortinho curto indo fazer sexoconto erotico massagem filhawww toquei uma puneta e gozei no sapato dela com brcontos eroticos gay putinhaCamila minha enteada com a b********putinha do papai e seus amigos contos eroticoscheirinho.gostoso da bucetinha contoscontos eróticos mamãe e eu no carnavalConto erotico vizinha gravidaver mulhres gozado muito nimpauo velho e minha esposa cavalona e timida contos eroticosConto erotico 12 bucetinhaMinha esposa do bundao e o amigo de infancia dela/relato erotico reais.ALEX_pirocudo.spvideos porno enteada estuprada violentadas perde sabonete corpo dela pelo velhoconto erotico meu pradinho e muito picudocontos eróticos fui usa-mecontos eroticos de cunhada fudendo com o tiomeus filhos de doze anos metem na nossa frente contos eroticoscontos eroticos com casal gaucho em tambabacontos eróticos de insetos e exibicionistas mostrando a bucetaconto de mulher fingindo ser puta para realisar fantasia do maridoquadrinhos porno freiraconto eroticoContos eroticos reais familia felizconto erótico tia alaide conto de buceta de namorada traindo com camioneirocontos virei cadelaconto erotico xoxota velhaconto erotico oferenda conto ertico em guadrinho negrao comendo minha mae e minha tiaContos eroticos empregada do vizinhocontos eroticos virgindade anal e vaginal de pai e padrasto mendigo gay pornocontos eroticos estou ficando louca de vontade de chupar meu cunhadoContos eróticos de incesto ai mamae que chupetinha mais gostosa é essacontos erotica na praia de tambabaHq Ay papi porn picscontos veridico menino bem dotado conseguiu fode a professora casadafotonovela incestohttps://mozto.ru/conto/9128/872058/se-escondendo-da-chuva-no-drive-in.htmlhq erotica tianovinho filho de macumbeiro batendo punhetaentiadacontoeoticocontos eroticos novinho sendo enrabado a força pela primeira vezconto porno morando em cidade novacontos eroticos- comendo a bjndinha da minha irmãzinha a força viuva louca por pica contos eroticosContos eroticos por causa da zoofilia virei escrava conto 3cudso em moz putariacontos erotico casada nao resistecontos eroticos de maes chupando filhomeu padrasto e seus amigos me fodem contos eroticosquadrinho erotico do pequnos e piosultimos contos sadoconto casada adestrando cornoconto erotico velho e esposa humildeconto erotico um travesti me fez de escravominha mae sábia sexo expricito contosasistir um pequeno de morena gostosa rebolando no pauconto erotico vivianecontos eroticos fui castigada e fiquei excitada